keyboard_arrow_right
admin
Benefícios

Cudadão: Como funciona o programa Salário Família

O salário família é uma quantia em dinheiro que é paga ao empregado ou trabalhador independente/informal relativa ao número de filhos ou tutelados que este possua. Vale ressaltar que esse benefício é válido apenas para empregados que tenham filhos de até 14 anos de idade – os maiores de 14 anos só receberão o benefício do salário família se comprovarem possuir invalidez que os impeça de trabalhar, sendo possível recebe-lo até o fim da vida.

Para que o empregado possa ter acesso a esse benefício é preciso que ele preencha alguns requisitos importantes que constam na tabela da Previdência Social, que são:

  • Estar dentro do limite máximo de renda estipulado pelo INSS;
  • Possuir filhos com idade de até 14 anos ou inválidos, em qualquer idade;
  • Aposentados que possuam mais de 65 anos de idade;
  • Estar em dia com a carteira de vacinação do SUS e com a frequência escolar das crianças dependentes.

De acordo com os requisitos vistos acima, é preciso que se saiba corretamente qual é o teto mensal exigido pelo INSS, sendo assim fixaremos aqui a tabela referente a esses valores, para que se torne mais claro o preenchimento deste requisito:

PERÍODO FAIXA 1 (em R$) FAIXA 2 (em R$) NORMATIVO
A partir de 01/01/2016 Até 806,80 cota 41,37 de 806,81 a 1.212,64 cota 29,16 Portaria MTPS/MF n° 1, DE 08/01/2016

Sendo assim, poderão cadastrar-se para receber o salário família àqueles que possuem renda entre R$ 806,00 e R$ 1. 212,64. Para quem deseja ter acesso ao salário família, além de preencher estes requisitos, é preciso que o trabalhador solicite ao seu empregador o benefício, ou ainda, em casos de ser um trabalhador avulso, é preciso solicitar diretamente ao sindicato ou órgão que este possua vínculo exercendo trabalho remunerado. É importante destacar que este benefício é diferente do Bolsa Família.

Em caso do trabalhador em questão estar recebendo auxílio doença ou seja aposentado por invalidez ou por idade rural, o recomendado é que este dirija-se diretamente à Previdência Social mais próxima.

Documentos exigidos pelo INSS para o cidadão:

  • RG ou documento oficial de identificação com foto e CPF;
  • Termo de responsabilidade;
  • Cartão do cidadão
  • Certidão de cada filho e/ou tutelado;
  • Carteira de vacinação atualizada, referente aos dependentes de até 6 anos de idade;
  • Comprovação de frequência escolar referente aos filhos ou tutelados que possuam idade entre 7 e 14 anos.

Outra informação importante é para quem está em processo de aposentadoria ou em casos de invalidez que, neste caso, deverá preencher a fichar de requerimento do salário família presente no site da Previdência Social ou fazê-lo no modo presencial em uma das unidades do INSS.

Vale ressaltar também que o processo de renovação do Salário Família dar-se-á através da apresentação da carteira de vacinação dos dependentes atualizada – devidamente apresentada sempre no mês de novembro – e o comprovante de frequência escolar apresentado a cada seis meses (nos meses de maio e novembro).

Se em razão de algum problema ou falta de apresentação de um desses documentos o benefício é imediatamente suspenso, sendo possível recebe-lo novamente apenas com a regularização dos documentos.

Blogging

Como consultar o seguro desemprego online?

consulta seguro desemprego

Você foi despedido e precisa saber se tem direito a receber o Seguro Desemprego? Quer saber como fazer uma consulta do Seguro Desemprego online, para não ter que enfrentar as grandiosas filas da Caixa Econômica Federal? Hoje estaremos ensinando você trabalhador como realizar uma consulta do seguro, tirando dúvidas e demais assuntos em relação a este auxílio que o governo proporciona a uma grande fatia dos trabalhadores brasileiros.

O que é o Seguro Desemprego?

O Seguro Desemprego é um programa do Governo Federal, onde trabalhadores que são despedidos de seus empregos sem ser por justa causa, recebem um salário base para o piso salarial de sua profissão, pelo período de até 6 meses*, sendo dividido em até 5 parcelas, dependendo de como você irá se encaixar na situação. Para receber todos os meses é preciso se enquadrar nos quesitos exigidos pelo governo e estaremos falando mais sobre o assunto nos tópicos a seguir.

Quem tem direito

  • Todo trabalhador formal e doméstico que tenha sido mandado embora sem justa causa e por dispensa indireta.
  • Quem for pescador de profissão, no qual recebe o auxílio no período em que é proibida a pesca em sua região.
  • O trabalhador formal que teve seu contrato de trabalho suspenso pelo empregador, para que o mesmo faça uma qualificação ou curso profissional.
  • E também trabalhadores que sejam resgatados de condições de trabalho escravo. (Além é claro de punição legal ao seu contratante).

Como dar entrada no?

Se dirija até uma Superintendência Regionais do Trabalho e Emprego, a SRTE, até um Sistema Nacional de Emprego, o SINE, em agências da Caixa Econômica Federal ou outros postos credenciados pelo Ministério do Trabalho, portando os seus documentos pessoais, incluindo sua carteira de trabalho.

Qual o valor a receber?

O valor das parcelas do Seguro Desemprego devem ser calculados a partir da média salarial dos últimos 3 meses. Já trabalhadores resgatados de condições consideradas escravas, pescadores e empregados domésticos poderão receber valores referentes a um salário mínimo do ano vigente.

consulta seguro desemprego

Como fazer a consulta online do Seguro Desemprego?

Através do site OFICIAL da Caixa Econômica Federal, é possível fazer a consulta do seguro desemprego online. Para ter acesso a ferramenta, basta acessar a página oficial através do link:

www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/seguro-desemprego

Na lateral direita do site, clique no campo “Consultar o Pagamento

Você será redirecionado para uma outra página, o sisgr.caixa.gov.br, onde será solicitado o número do seu NIS (PIS/PASEP) ou login por email e senha da internet, que poderá ser cadastrada ou recuperada automaticamente no próprio site através do número do NIS.

Assim que realizar o login, você estará na página de consultas do trabalhador. Lá será possível verificar além das condições de pagamento do Seguro Desemprego, também todos os outros benefícios que você possa ter direito, como o saldo do Fundo de Garantia FGTS.

Blogging

Oportunidades para capacitação em ciência e tecnologia

São cursos e bolsas em diversos níveis e temáticas

Atua ou quer se capacitar nas áreas de Ciência e Tecnologia? O profissional das áreas de Ciência e Tecnologia é um profissional generalista que tem sólida formação em Ciências Exatas e nos princípios básicos das engenharias. Ele está habilitado a atuar nos mais diversos mercados, como o financeiro, em indústrias em geral ou empresas de tecnologia. Pode trabalhar também em órgãos públicos e organizações do terceiro setor. Complementando os estudos com uma licenciatura, pode lecionar física e matemática.

Em posse disso, estão abertas as inscrições para capacitações profissionais de nível médio e superior Cursos e bolsas oferecem oportunidades em ciência e tecnologia. O Instituto Mamirauá lançou 12 oportunidades para capacitação de profissionais que atuam em Planos de Manejo Florestal Comunitário abriu 12 vagas para capacitação de profissionais que atuam na implementação dos Planos de Manejo Florestal Comunitário em áreas protegidas da Amazônia. As vagas são para nível médio e superior do instituto. Saiba um pouco sobre o instituto:

Inscrições e Bolsas

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM) foi criado em abril de 1999. É uma Organização Social fomentada e supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), atuando como uma das unidades de pesquisa do MCTI. O Instituto desenvolve suas atividades por meio de programas de pesquisa, manejo e assessoria técnica nas áreas de reservas.

Já o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, o CBPF, lançou oportunidades para bolsas do programa de Capacitação Institucional (PCI) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). No total são 13 bolsas que devem ser utilizadas em projetos na área de Pesquisa do Centro Brasileiro.

O CBPF é uma das Unidades de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e desenvolve atividades em ciência básica, pesquisa tecnológica, formação de recursos humanos e divulgação de ciência para o grande público.

As bolsas serão divididas do seguinte modo: 4 (quatro) bolsas PCI-DA – mensalidades de R$ 5.200,00 – destinadas a doutores em Física ou área afim há pelo menos dois anos; e 9 (nove) bolsas PCI-DB – mensalidades de R$ 4.160,00 – para doutores em Física ou área afim sem restrição quanto ao tempo de conclusão do doutorado. Os bolsistas deverão desenvolver projeto em alguma área de pesquisa do CBPF. As inscrições ficam abertas até o dia 07 de fevereiro de 2017. Mais informações no site http://portal.cbpf.br/chamada-publica-pci-2016.